segunda-feira, 1 de maio de 2017

MEU LOBO


Meu lobo é essa ausência conspirada
na alcova de minha alma aprisionada
nos escombros de um vasto anoitecer.

O pasmo é que esta noite a liberdade
fez-me gritar mais alto que a saudade
da qual você nem mesmo quis saber.

Eu só sei que meu grito foi de espanto
desta saudade acuada em cada canto
de não sei onde ou como nem porque.

Só sei que foi um grito e tão profundo
que se ouvia no mais além do mundo
meu lobo uivar da ausência de você...

Afonso Estebanez
(Dedicado à talentosa poetisa
e amiga Glorinha Gaivota)

2 comentários:

Regina Carvalho disse...

Belos versos, Amigo!

Glorinha Gaivota GG disse...

Uma honra ser presenteada com um soneto desse amigo escritor que tem a magia das palavras escritas. Meu agradecimento é imenso, não tem tamanho a emoção desse presente soneto, Deus abençoe muito sua vida amigo para que escrevas mais e mais, seus escritos tocam a alma...beijo